Início Camaçari Filho de sargento da reserva é suspeito de integrar milícia com o...

Filho de sargento da reserva é suspeito de integrar milícia com o pai em Camaçari; ficha criminal do jovem é extensa

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Nesta quinta-feira (9/12), um homem de 28 anos acusado de integrar uma organização criminosa miliciana responsável pela grilagem de terrenos em Camaçari, teve um mandado de prisão definitiva por latrocínio cumprido, no loteamento Bosque Guaraipe I, em Barra do Jacuípe. Com informações do Aratu ON

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Segundo delegado e coordenador da Polinter Arthur Gallas, o jovem é investigado por crimes de homicídio, latrocínio, roubo e porte ilegal de arma, em Camaçari e outras cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS). “Ele também é suspeito de praticar junto com seu pai, um sargento da reserva, um duplo homicídio, ocorrido em setembro de 2020, em Camaçari, que teve como vítimas um soldado da Polícia Militar e um ex-soldado da Marinha”, acrescentou Arthur Gallas.

Expedida pela 1ª Vara Criminal de Camaçari, a ordem judicial foi cumprida por uma equipe do Serviço de Investigação, Busca e Captura da Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter), com o apoio da Coordenação de Operações Especiais (COE). O suspeito foi condenado a 20 anos de reclusão.

Ele já foi submetido a exame de lesões e está à disposição do Poder Judiciário. “As ações criminosas praticadas pelo acusado são relacionadas à milícia armada, estabelecida na região da Linha Verde. Outros integrantes da quadrilha estão sendo procurados”, ressaltou o coordenador da Polinter.