Início Memes e virais Filha publica foto de pai triste com nenhuma venda de salgados e...

Filha publica foto de pai triste com nenhuma venda de salgados e caso viraliza; entenda

Filha publica foto de pai triste com nenhuma venda de salgados e caso viraliza; entenda 1
Crédito da Foto: Instagram

Um caso ocorrido no bairro de Pantanal, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, chamou a atenção de internautas na web nos últimos dias. Uma publicação feita pela usuária do Twitter @Na_telia, mostra um homem sentado em uma pracinha, desanimado, ao lado de uma mesa de salgados.

O rapaz em questão é pai da internauta. No tuíte, ela explica que ele está naquela situação, pois foi seu primeiro dia como vendedor de salgados no local, e ele não conseguiu vender nada.

“Esse homem da foto é meu pai, homem simples que já tentou de tudo nessa vida. Já foi pedreiro, já tentou ser vereador, já tentou ser famoso, já foi manteiro e até cobrador de ônibus. Infelizmente, nesse último emprego dele, ele foi despedido. E o último salário dele, Ele investiu em máquinas pra fazer lanches pra vender a rua, temos de TUDO! Hoje foi nosso primeiro dia na pracinha perto da nossa casa vendendo, e na foto de cima, é ele pensativo por não ter vendido nada hoje”, explicou a jovem na publicação.

A história rapidamente viralizou na web. Até a publicação desta matéria, a postagem tinha mais de 200 mil curtidas e 93 mil retweets, e dezenas de internautas resolveram apoiar o trabalho do vendedor. Além disso, alguns usuários também se ofereceram para depositar o valor do lanche em conta, e sugeriram que a comida fosse doada a moradores de rua.

Filha publica foto de pai triste com nenhuma venda de salgados e caso viraliza; entenda 2

Filha publica foto de pai triste com nenhuma venda de salgados e caso viraliza; entenda 3

Filha publica foto de pai triste com nenhuma venda de salgados e caso viraliza; entenda 4

Após a repercussão do caso, foi criado um perfil no Instagram para a venda de lanches, que já possui mais de 8 mil seguidores. Em publicação feita no último sábado (7/3), o vendedor conta que no segundo dia, as vendas já melhoraram. “Vendemos tudo e tivemos que reabastecer os salgados de 30 em 30min. Muito obrigado pela força meus amigos”, comemorou.