Início Tecnologia Facebook é acusado de enganar anunciantes sobre alcance de vídeos

Facebook é acusado de enganar anunciantes sobre alcance de vídeos


Por Tecmundo

Um grupo de anunciantes se uniu para processar o Facebook sob a alega√ß√£o de que a rede social teria os enganado a respeito dos resultados de an√ļncios feitos em v√≠deo. A reclama√ß√£o, feita em 2016 e que agora chegou √† esfera federal da Justi√ßa dos Estados Unidos, afirma que a rede social teria inflado m√©tricas a respeito do tempo de visualiza√ß√£o desse tipo de an√ļncio, prejudicando a avalia√ß√£o da efetividade dos an√ļncios por parte dos anunciantes.

Os reclamantes afirmam que o Facebook sabia do problema com as m√©tricas h√° muito mais tempo do que alega, resultando em um impacto muito mais significativo do que o relatado. ‚ÄúAs m√©tricas de visualiza√ß√£o m√©dia n√£o foram infladas em apenas 60 a 80 porcento; elas foram infladas em algo entre 150 e 900 porcento‚ÄĚ, alega o grupo de anunciantes.

Vale lembrar que o pr√≥prio Facebook anunciou, em 2016, ter descoberto um problema nas m√©tricas de v√≠deos da plataforma. Naquele momento, a companhia anuncio que agiu r√°pido para corrigir o problema. Ao Wall Street Journal, a rede social apenas alega que ‚Äúfalsas‚ÄĚ as alega√ß√Ķes de que o problema seria maior do que o dimensionado √† √©poca.

Uma audiência está marcada para o dia 14 de dezembro na qual os dois lados se enfrentam nos tribunais para defender o seu ponto.