Início Emprego Fábrica do Grupo Cicopal deve ampliar atividade de produção em Camaçari

Fábrica do Grupo Cicopal deve ampliar atividade de produção em Camaçari

Fábrica do Grupo Cicopal deve ampliar atividade de produção em Camaçari 1
O anúncio foi feito durante reunião com o prefeito Elinaldo Araújo. Foto: Tiago Pacheco

O Grupo Cicopal anuncia que deve retomar atividades de uma de suas empresas, instalada em Camaçari. A Feira Boa Indústria e Comércio de Produtos Alimentícios integra o grupo, que trabalha com marcas do mercado alimentício como a Slight, Sullper e Refinata.

A sede da empresa Feira Boa Indústria e Comércio de Produtos Alimentícios fica instalada no bairro Jardim Limoeiro e deve ser ampliada para comportar o novo projeto, no qual está prevista a produção de novos produtos, como refresco em pó, temperos, condimentos, adoçante, ketchup e maionese.

O presidente do Grupo Cicopal, Vanderlan Cardoso, confirmou a informação durante reunião com o prefeito Elinaldo Araújo (DEM) nesta quinta (21).

“Foi uma reunião muito produtiva. Inicialmente, agradeço a atenção e acolhida não só do prefeito, mas de toda a equipe. O intuito nosso é de retomar os investimentos no município, estamos aqui há mais de 15 anos. Queremos retomar as atividades da nossa empresa não somente com o número de funcionários que tínhamos anteriormente, mas viremos com novas linhas de produção, que vai resultar na ampliando da estrutura e consequentemente do número de empregos gerados no município”, explicou o presidente do grupo.

A expectativa é de que a primeira etapa do projeto seja posta em operação em maio de 2020 e sejam gerados, entre cargos na área de produção e de venda, cerca de 250 postos de trabalho. Já na segunda etapa, prevista para ocorrer entre dois e três anos, o número de vagas de empregos deve chegar a 400, superior ao gerado anteriormente pela empresa, quando chegou a contar com 300 colaboradores.

“As ofertas de novos postos de trabalho são sempre celebradas por nós, que temos feito nossa tarefa de casa, dando condições e a segurança jurídica necessária para atrair novos investimentos, além de estarmos qualificando a nossa gente para que possam aproveitar essas oportunidades”, falou Elinaldo.