Início Polícia Estudante de Direito é levado para delegacia após ameaçar colegas pela internet

Estudante de Direito é levado para delegacia após ameaçar colegas pela internet

Um adolescente de 17 anos, que estuda o primeiro semestre do curso de Direito, na Faculdade Unesulbahia, foi conduzido para a Delegacia de Santa Cruz Cabrália, nesta sexta-feira (22), para prestar esclarecimento após fazer postagens na internet em tom ameaçador a colegas.

De acordo com o delegado Moisés Damasceno, responsável pela 23 Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin / Eunápolis), além das postagens, alunos da mesma instituição também estiveram na unidade policial para relatarem as ameaças.

Além da condução, policiais civis também cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência do menor, e apreenderam um revólver calibre 38, computadores e celulares, que passarão por perícia técnica.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

“A busca foi autorizada judicialmente ontem à noite pelo Judiciário, porque ontem (21) ele postou ‘amanhã será um grande dia’”, explicou Damasceno.

Ainda segundo ele, a arma apreendida pertencia ao pai, um delegado que atuou no Amazonas, e mãe disse não saber das motivações do jovem.

Na semana passada, um rapaz de 18 anos foi conduzido para a delegacia de Teixeira de Freitas, no extremo Sul do estado, após a Polícia Civil ser informada que ele planejava realizar um ataque semelhante ao que deixou dez mortos em uma escola de Suzano (SP) na quarta-feira (13).

A suspeita veio à tona no final da manhã desta sexta depois que o jovem colocou uma foto em seu perfil do WhastApp com a frase “próximo ataque será no Ceteps”, em referência ao Centro Territorial de Educação Profissional, onde estudam cerca de mil alunos.

Ao ver a foto, amigos do rapaz espalharam a imagem com a frase, o que gerou pânico em estudantes do Ceteps. Muitos resolveram não ir para a escola no turno vespertino, em que estudam cerca de 380 alunos. Ao ficar sabendo do fato, a direção da escola comunicou a polícia, que buscou o rapaz em casa 20 minutos depois.

Por Correio da Bahia