Início Guarajuba Especialistas decidem sacrificar filhote de baleia orca encalhado em Guarajuba

Especialistas decidem sacrificar filhote de baleia orca encalhado em Guarajuba

Especialistas decidem sacrificar filhote de baleia orca encalhado em Guarajuba 1

Após tentativas frustradas de devolução ao mar e de transferência para um centro especializado onde pudesse receber tratamento médico, especialistas do Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA) e do Instituto Baleia Jubarte optaram por sacrificar o filhote fêmea de baleia orca (Orcinus orca) de 3,7m, que encalhou na Praia de Guarajuba, em Camaçari, na tarde de sábado, 1º. Segundo as entidades, o animal estava severamente debilitado e em sofrimento prolongado.

Leia mais:
>> Filhote de baleia orca encalha em praia de Guarajuba

“Entendemos que, apesar da equipe não ter medido esforços para a recuperação desse indivíduo, alcançar o sucesso da operação se tornou uma questão de ego e resposta ao público, que colocava de lado o bem-estar animal. Foi tomada a difícil decisão, pelo bem do animal, de abreviar o seu sofrimento, optando pela eutanásia humanitária, que foi realizada de forma ética e indolor, através da administração endovenosa de anestésicos”, afirmou o IMA, em nota.

Conforme o órgão, a orca se encontrava pouco responsiva e em estado nutricional ruim, expelindo odor pútrido na expiração e episódios de vômito, o que demonstrava falta de condições de sobrevivência no ambiente natural sem tratamento. Uma luxação de nadadeira peitoral, que também inviabilizava foi detectada.

O maquinário para a remoção para o centro de tratamento chegou a ser disponibilizado ainda no sábado, 1º, porém, a operação foi cancelada devido a condição geográfica do local de encalhe e subida da maré. O animal então, foi medicado, recebeu fluidos, sendo depois, arrastado pela maré sem tentativa de reação e rolando diversas vezes sobre o próprio eixo, até o re-encalhe na manhã deste domingo, 2.

De acordo com o vereador e ex-secretário de Turismo de Camaçari, Gilvan Souza, que acompanhou toda ação, a orca morreu por volta das 7h. Ele lamentou o falecimento do animal e disse que os biólogos envolvidos no processo fizeram tudo o que podiam.

“Fizemos toda a mobilização, seguimos toda a orientação, providenciamos todo o maquinário, mas chegou um momento que não pudemos fazer mais nada. O sentimento que fica é que precisamos nos descamisar de qualquer poder, de espaço que a gente ocupa. Era um animal muito bonito, que não é comum nas nossas praias. Fica o sentimento da perda, mas também o de admiração com os biólogos, que mostraram total esforço e comprometimento, afirmou.

O IMA informou que a carcaça será removida para realização de necropsia investigativa, visando identificar a causa do encalhe e contribuir para a conservação da espécie, que mantém o seu status de conservação em “Dados Insuficientes”.

Diversas entidades como Instituto do Meio Ambiente (INEMA-BA), Secretaria do Meio Ambiente de Camaçari, Assessoria de Comunicação de Guarajuba e Associação dos Condôminios de Guarajuba, acompanharam todo o processo do resgate.

Com informações do Portal A tarde