Início Notícias Escolas rurais do semiárido baiano receberão R$ 23,3 milhões para construção de...

Escolas rurais do semiárido baiano receberão R$ 23,3 milhões para construção de cisternas

Por: Divulgação / SJDHDS

O Programa Cisternas receberá o reforço de R$ 108 milhões para a construção de reservatórios de água em escolas rurais e propriedades de agricultores familiares do semiárido do Nordeste e parte do norte de Minas Gerais. Ao BNews, o Ministério da Cidadania informou que, na Bahia, serão atendidas 1.546 unidades educacionais rurais, com estimativas de aplicação de recursos da ordem de R$ 23,3 milhões.

Os recursos são provenientes do Fundo de Defesa de Direitos Difusos – ligado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. O dinheiro é fruto de condenações judiciais, indenizações e multas aplicadas em ações do Conselho Administrativo de Defesa do Econômica (Cade).

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

No início do mês, a reportagem divulgou que famílias do semiárido baiano, maior região do estado, poderiam ser prejudicadas pelos cortes de verba do projeto. Para este ano, o valor orçado é de R$ 4.931.219. A previsão é que sejam construídas 1.381 estruturas semelhantes para comunidades quilombolas certificadas pela Fundação Palmares.

Na oportunidade, o Ministério da Cidadania rebateu e afirmou que, na Bahia, serão entregues mais de 12 mil equipamentos ao longo de 2019 e início de 2020. A pasta, no entanto, não revelou o valor do recurso que será investido no programa federal no estado.

Em entrevista ao site, nesta segunda-feira (20), o titular da Secretaria da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social Carlos Martins informou que a pasta ainda não foi oficialmente informada sobre o aporte, mas comemorou o adicional.

“Nossa equipe estava na semana passada em Brasília. É a certeza da continuidade do programa. É um avanço. Para gente é fundamental. Nós estamos atuando nas áreas de quilombolas, vamos aguardar o envio do valor”, disse. (Por: Adelia Felix | BNews)