Início Ilhéus Empresária canadense morta em Ilhéus foi roubada por prestador de serviço

Empresária canadense morta em Ilhéus foi roubada por prestador de serviço

Empresária canadense morta em Ilhéus foi roubada por prestador de serviço 1

A Polícia Civil divulgou o motivo da morte da empresária canadense encontrada sem sinais vitais na cidade de Ilhéus: latrocínio (roubo seguido de morte). O suspeito do crime, identificado como Uilliânathan de Oliveira Martins, de 27 anos, foi preso.

De acordo com o G1, o homem prestava serviços para a vítima, que era proprietária de uma barraca de praia na orla da cidade baiana. Ramona Louise Dawe tinha 64 anos e foi assassinada dentro de seu estabelecimento no último dia 11, mas o resultado das investigações só foi divulgado pela Polícia Civil na sexta-feira (26).

O suspeito foi identificado após denúncias de pessoas que o viram saindo do local logo depois do crime. De acordo com o delegado Helder Carvalhal, que investiga o caso, Martins foi preso no sábado (20), confessou o crime e disse que não tinha intenção de matar a empresária.

O assassino contou que empurrou a idosa na fuga e ela teria batido a cabeça em uma mesa, caindo no chão. A queda causou a morte da vítima. Em seguida, ele saiu levando um celular, que foi vendido em uma feira da cidade. O aparelho foi encontrado pela polícia e apreendido.

O autor do latrocínio foi encaminhado para a carceragem da delegacia de Ilhéus e está à disposição da Justiça.