Início Brasil Em leilão de São Paulo, galinha de 1 metro é vendida por...

Em leilão de São Paulo, galinha de 1 metro é vendida por R$ 74 mil e bate recorde

Raça índio gigante é resultado do cruzamento entre galináceos altivos e a galinha caipira


Por Varela Notícias

Em um leilão realizado no dia 29 de setembro, em Jaguariúna, interior de São Paulo, uma galinha de 1,04 metro de altura foi vendida pelo valor de R$ 74 mil e, assim, bateu o recorde de preço para fêmeas da raça índio gigante. Chamada de Betina de Diamante, a ave foi adquirida por um criado de Franca (SP) e, em média, uma ave desta raça vale de R$ 500 a R$ 6 mil.

De acordo com publicação do Globo Rural, apesar do negócio ter sido feito mês passado, o criador da galinha, Haroldo Poliselli, só recebeu a confirmação do recorde na última terça-feira (9/10). Com um ano de idade, Betina é filha do galo Voodoo da Diamante, outro recordista que mede 1,26m, maior altura já alcançada por um galo índio.

A questão genética que demanda altos investimentos explica, em parte, o alto preço alcançado no leilão. Apesar disso, o mercado vem crescendo, de acordo com criadores. Ademir Melauro, o comprador, tem intenções de continuar a linhagem de Betina, fazendo o cruzamento com seu galo Mezenga, de 1,18 m.

Raça

A raça índio gigante é resultado do cruzamento entre galináceos altivos e a galinha caipira. Para que uma ave seja considerada “gigante”, alguns critérios são determinados pela Associação Brasileira de Criadores de Índio Gigante (Abracig): o macho precisa medir pelo menos 1 metro e pesar 4,5 kg. Já a fêmea deve ter no mínimo 85 cm e pesar 3 kg.