Início Famosos Em autobiografia, Gisele revela que já teve pensamentos suicidas e diversas crises...

Em autobiografia, Gisele revela que já teve pensamentos suicidas e diversas crises de pânico


Por: Folhapress

A modelo brasileira Gisele Bündchen, 38, afirmou que já teve pensamentos suicidas e enfrentou crises de pânico aos 23 anos de idade. Ela revela a informação em sua autobiografia, que deve ser lançada no Brasil em outubro.

“Eu estava em um momento maravilhoso de minha carreira, estava também próxima a minha família e sempre me considerei uma pessoa positiva, então eu entrei em conflito comigo, pensando que eu não deveria estar sentindo tudo aquilo”, afirmou a modelo ao site americano Page Six.

As crises começaram após a modelo enfrentar um voo turbulento em um avião pequeno, em 2003. “Cheguei a pensar que se eu pulasse de cima do telhado, tudo iria terminar, e eu jamais precisaria me preocupar com esses sentimentos”, explicou a modelo.

“Senti que tudo poderia me matar. Primeiro, os aviões e os elevadores, depois os túneis, os hotéis, os estúdios de modelo, os carros. Até que isso aconteceu dentro do meu próprio apartamento”, revela Bündchen.

A modelo conta que muitos pensamentos lutavam contra a ideia de morte. “Talvez fosse mais fácil se eu pulasse. Tudo iria acabar. Eu poderia me livrar disso. Mas eu pensei por um momento que eu era uma garota de 23 anos. Eu queria dizer a ela que tudo ficaria bem e que ela estava apenas começando a viver a sua vida. Por um momento, a única resposta correta parecia ser: pule”.

Bündchen conta que procurou ajuda médica e conseguiu mudar diversos aspectos em sua vida. “Eu estava fumando cigarros, tomando uma garrafa de vinho e três frapuccinos por dia, e eu queria desistir de tudo isso de uma vez só, por que isso poderia ser uma das causas de tanta dor”, afirmou a modelo.

Após terminar o relacionamento com o ator Leonardo DiCaprio, 48, em 2005, Bündchen encontrou a felicidade com o jogador Tom Brady, 41. Eles se casaram em 2009 e tiveram os filhos Benjamim, 8, e Vivian, 5.

Mesmo assim, a modelo enfrentou novos medos. “Quando eu me tornei mãe, eu meio que me perdi, como se parte de mim tivesse morrido”, afirma a modelo. “Sempre fui uma pessoa muito independente, tudo era em relação a mim. Agora, eu tinha aquele pequeno ser para cuidar, e de repente, senti que eu não poderia fazer mais nada, e isso foi muito duro para mim”, revela a modelo.

Com o apoio do marido, a modelo diz que encontrou conforto em sua nova família. “Eles estão florescendo e vão se tornar lindos anjos, por que é isso que eles são”, afirmou.