Início Polícia Discussão por pão acaba em tragédia familiar: advogado mata a própria mãe...

Discussão por pão acaba em tragédia familiar: advogado mata a própria mãe e fere a irmã

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Um advogado, identificado como Leonardo Felipe Giugni Bahia, foi preso em flagrante, após esfaquear e matar a própria mãe, Arlene Giugni da Silva. O caso aconteceu na manhã desta terça-feira (19/1), dentro do apartamento onde a família morava, no bairro da Batista Campos, em Belém, capital do Pará.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Leonardo foi apresentado na Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil, após ter ligado para a Polícia Militar e se entregado. A irmã dele, que não foi identificada, também ficou ferida, mas sem gravidade. De acordo com as investigações, que estão sendo feitas, a principal suspeita é de que o homem tenha tido um surto psicótico.

“Foi uma discussão não violenta, mas a respeito de um ato banal, de colocar o pão na mesa. Alguém entendeu que ele foi ríspido e ele disse que não. Mas nada que pudesse justificar a ação criminosa”, disse o delegado Cláudio Galeno, diretor da DH, ao Portal O Liberal. No momento da briga, o suepeito pegou uma faca e cometeu o homicídio.

“Dentro do cenário do crime, a irmã foi ferida na mão e na perna por ele, com uma faca. Então, ele pede para a irmã ir embora do local, fecha a porta e liga para o Centro Integrado de Operações (Ciop)”, explicou o delegado.

A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar no local, prendeu em flagrante o advogado, que se entregou e não ofereceu nenhum tipo de resistência.

Com informações do Aratu ON