Início Entretenimento Dia do Sexo: confira cinco filmes para comemorar nesta sexta-feira

Dia do Sexo: confira cinco filmes para comemorar nesta sexta-feira

Dia do Sexo: confira cinco filmes para comemorar nesta sexta-feira 1
Crédito da Foto: divulgação

O Dia do Sexo é celebrado nesta sexta-feira (6/9) e a escolha da data vem de uma brincadeira com o duplo sentido em que a ordem remete à posição sexual conhecida como “69”.

O Aratu On listou cinco filmes para os leitores apimentarem ainda mais este dia e “sextar” com o companheiro. Com muito sexo, humor e questões sobre a sexualidade, filmes como “A Criada”, “Newness”, “Como Planejar Uma Orgia em Uma Cidade Pequena” estão disponíveis na internet e plataforma de streamming Netflix.

CONFIRA

1. Como Planejar Uma Orgia em Uma Cidade Pequena (2016)

A personagem Cassie Cranston, jornalista que possui uma coluna de sexo, volta à cidade natal para o funeral da mãe e acaba recebendo um convite inusitado. Amigos da antiga escola planejam fazer uma orgia e pedem a ajuda da jovem.

2. A Criada (2017)

“A Criada” conta a história de Lady Hideko (Min-hee Kim) e Sook-Hee (Tae-ri Kim), ambientado no ano de 1930. Sook-Hee é contratada como ajudante de Lady Hideko só que o trabalho não passa de um disfarce para seduzir Hideko, roubar sua fortuna e interná-la em um hospício. Porém, uma paixão surgie entre as duas.

3. Newness (2017)

Traduzido ao português, “Novidade” conta a história de um casal que se conhece pessoalmente depois de um match em um aplicativo. Só que entre as idas e vindas, eles optam por um relacionamento aberto e abrem a intimidade e imaginação.

4. Beach Rats (2017)

Um jovem de 19 anos que mora em Nova York está dividido quanto à sexualidade. Ao seu redor, há amigos machistas, uma família complicada e os homens que ele conhece via internet.

5. The Feels (2018)

A trama faz Lu e Andi organizarem uma festa no campo entre amigos para comemorar a despedida de solteira, já que ambas pretendem se casar. No meio da história, Lu diz que nunca teve um orgasmo na vida. Entre cenas divertidas, o filme questiona o tabu que existe sobre o orgasmo feminino e as várias possibilidades de alcançá-lo.