Início Bahia Deputado comemora aprovação do Projeto de Lei que torna Templos Religiosos como...

Deputado comemora aprovação do Projeto de Lei que torna Templos Religiosos como atividade essencial

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

É com alegria, que o deputado estadual Jurailton Santos (Republicanos), comemora a aprovação do Projeto de Lei que estabelece as igrejas como atividades essenciais em todo o Estado da Bahia. O PL foi aprovado por unanimidade na manhã desta quarta-feira (24), em sessão virtual da Assembleia Legislativa da Bahia.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

O PL será de autoria da Casa, no entanto a Proposta foi feita pelo deputado Jurailton Santos. “Protocolei o PL em março de 2020 e desde então lutamos pela sua aprovação, por entender a importância da continuação dos trabalhos sociais realizados por diversas Igrejas e Templos Religiosos. Sabemos que de fato as Igrejas são essenciais, especialmente em momentos de crises como a que enfrentamos atualmente, com a pandemia da Covid-19. Hoje, comemoramos esta vitória!”, celebra o Republicano.

Jurailton ainda ressalta que os templos são prontos-socorros para população e reforça que as ações realizadas por essas instituições têm salvado vidas. “As igrejas tem um papel fundamental, nesse momento de medo e de insegurança que muitas pessoas estão vivenciando. Com aprovação desse Projeto temos a certeza que pessoas carentes que precisam desse suporte encontrarão ajuda”, disse o deputado.

O PL respeita o cumprimento das medidas preventivas de combate à Covid-19 determinadas pelo Ministério da Saúde, quanto às aglomerações e à higienização, e prevê a limitação do número de pessoas presentes nos locais, mantendo a possibilidade de atendimento presencial para àqueles que estão buscando ajuda.