Início Saúde Coronavírus é detectado no ar em ruas e prédios próximos a hospitais

Coronavírus é detectado no ar em ruas e prédios próximos a hospitais

O novo coronavírus é mais poderoso do que se pensava: ele pode pode permanecer no ar em ambientes abertos e no interior de prédios por tempo indeterminado. Assim, o risco de contágio é substancialmente maior. A descoberta foi de um estudo publicado na revista Nature nesta segunda-feira (27).

De acordo com a pesquisa, foram detectadas partículas em suspensão do coronavírus, em aerossol, no monitoramento ambiental de dois hospitais de tratamento de Covid 19 de Wuhan, na China, além de áreas públicas vizinhas a eles. Os cientistas, porém, não ainda não conseguiram determinar o potencial de infecção desses vírus em suspensão no ar.

Para o estudo, feito pela equipe de Ke Lan, da Universidade de Wuhan, foram coletadas 40 amostras de 31 lugares. Os pesquisadores destacaram que o número de amostras analisado é pequeno, porém, a descoberta é importante para manter o alerta sobre a necessidade de evitar multidões, de se ter uma boa ventilação e de realizar desinfecção de todos os ambientes.

As amostras com o coronavírus foram encontradas dentro e fora de dois hospitais dedicados à Covid 19 – um deles, uma unidade de campanha – em fevereiro e março. Nas enfermarias, a concentração era maior do que nos banheiros. O motivo? As enfermarias eram isoladas e tinham o ar trocado em um ambiente controlado.