Início Bahia Casal é preso acusado de recrutar menores para fazer sexo em lives...

Casal é preso acusado de recrutar menores para fazer sexo em lives na Bahia

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Nesta quinta-feira (27), um casal, cujos nomes não foram divulgados, foi preso acusado de recrutar menores para participar de lives praticando sexo. O caso aconteceu em Santo Antônio de Jesus. De acordo com informações da polícia, homem, que tinha 22 anos, fazia sexo com as meninas, e sua esposa, de 18 anos, transmitia ao vivo em uma rede social.

Segundo as investigações, o casal possuía uma conta na rede social Instagram, na qual produzia lives de sexo explícito para os seus seguidores. A mulher era encarregada de recrutar as meninas. Em uma das filmagens, ocorrida no início de janeiro, o casal praticou sexo com uma garota de 13 anos. A dupla fornecia bebidas alcoólicas para as menores antes das gravações.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

“A página ganhou forte divulgação na cidade e região, passando a ser distribuída em outras redes sociais. Representamos pela decretação da prisão preventiva do casal, que foi cumprida hoje. Outras adolescentes que participaram de outras lives já foram identificadas”, relatou o titular da 1ª DT de Santo Antônio de Jesus, delegado Adilson Ferreira.

Os dois foram autuados por estupro de vulnerável, por recrutar, filmar, contracenar e distribuir cenas de sexo com menores e por fornecer bebida alcoólica a menores de idade. “Os celulares dos dois foram apreendidos com autorização judicial e encaminhados à perícia, para extração do seu conteúdo”, disse o delegado.

A dupla será encaminhada para o Presídio de Salvador, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Com informações do iBahia