Início Entretenimento Carnaval: mais mulheres do que homens passam mal por beber demais

Carnaval: mais mulheres do que homens passam mal por beber demais

O número de mulheres com o quadro de intoxicação alcoólica foi um pouco maior do que o de homens

Os casos de intoxicação alcoólica foram responsáveis pela maior parte dos atendimentos nos módulos de assistência montados pela Prefeitura nos circuitos do Carnaval. Foram contabilizados 48 casos desde as 18h da quinta até 5h desta sexta-feira (13). O Circuito Dodô teve a maior parte das ocorrências, com 81% dos registros, com o Osmar logo em seguida, com 16%.

O número de mulheres com o quadro de intoxicação alcoólica foi um pouco maior do que o de homens – foram 25 pacientes do sexo feminino frente a 23 do sexo masculino.

Segundo a Prefeitura, esses dados confirmam informações de uma pesquisa do Ministério da Saúde feita em 2011 que apontou Salvador como a capital brasileira em que mais se bebe de maneira excessiva; a pesquisa também indicou que as soteropolitanas são as mulheres que mais bebem no país. Já os homens de Salvador ficaram em segundo lugar no levantamento, atrás dos de Teresina, no Piauí.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

A ingestão de álcool é seguida de rápida absorção gastrointestinal, podendo provocar vários níveis de depressão do sistema nervoso, além de alterações no comportamento. Doses muito altas podem levar ao coma alcoólico.

Fonte: Correio da Bahia