Início Salvador Candidata denuncia suposta fraude em concurso da Rainha do Carnaval de Salvador

Candidata denuncia suposta fraude em concurso da Rainha do Carnaval de Salvador

Uma polêmica tomou conta do concurso para escolha da Rainha do Carnaval de Salvador, que aconteceu no último sábado (27), no Hotel Sol Victória Marina. Após o desfile das 45 candidatas, os oito jurados se reuniram para escolher as 12 finalistas. No entanto, depois do anúncio uma 13ª concorrente foi chamada, gerando desconfiança entre as competidoras.

Após a divulgação, uma correção foi feita pela organização do concurso e as classificadas foram chamadas novamente. Natural da cidade de Valença, a candidata Vera Lúcia, de 29 anos, que havia sido convocada na primeira chamada, não ouviu seu nome na reiteração, ficando de fora da disputa.

Ao BNews, ela falou sobre o ocorrido. “Após cerca de uma hora a apresentação das 45 candidatas, os jurados votaram e escolheram as 12 finalistas e eu fui a terceira a ser classificada. Depois que totalizou as 12 finalistas, fizemos as fotos oficiais e veio um jurado perguntar o meu nome e saiu. Em seguida, o locutor tocou em meu ombro e falou que eu não estava entre as finalistas, porque houve um erro na hora de chamar. Logo depois eles chamaram uma 13ª candidata”, explicou.

A candidata ainda contou que após a confusão chegou a procurar a organização da competição. “Eu fui perguntar ao organizador o que tinha acontecido e ele simplesmente me disse que não havia acontecido nada e que eu não estava entre as finalistas”, disse. “Mas não houve erro algum, até porque eles trocaram de lista e 15 minutos depois do resultado oficial eles resolveram trocar as candidatas. Algumas pessoas que estavam presentes não entenderam o que tinha acontecido”, completou.

Ainda segundo Vera, ela vai entrar com uma ação judicial contra o concurso. “Já procurei um advogado e vamos entrar com uma ação. Não posso aceitar isso. Provavelmente houve uma fraude no concurso”, revelou.

A reportagem entrou em contato com Gorgônio Loureiro, organizador do concurso, que negou a existência de fraude na competição. “Após a escolha dos jurados, eu circulei os nomes das 12 finalistas e passei para o locutor do evento e eu não o ouvir chamar o nome da Vera. As planilhas de votação do júri estão disponíveis para a Justiça e para a imprensa. Não houve fraude alguma. Faço esse concurso há 25 anos e nunca tive problemas com ninguém”, disse.

A final do concurso acontece na quinta-feira (1º), no Fiesta Bahia Hotel, na Pituba. A vencedora ganha uma passagem de ida e volta para qualquer destino, para ela e um (a) acompanhante, um prêmio em dinheiro, além da coroa e faixa de rainha da folia. Por: Diego Vieira | Bnews