Início Brasil Caminhão foi incendiado por furar bloqueio? Militares foram flagrados empurrando veículo sem...

Caminhão foi incendiado por furar bloqueio? Militares foram flagrados empurrando veículo sem combustível após anúncio de Temer? Não é verdade!

Boatos têm circulado na web durante paralisação de caminhoneiros. Fotos tiradas do contexto e vídeo com informação falsa estão entre as mensagens.

A paralisação dos caminhoneiros pelo Brasil tem gerado uma quantidade enorme de mensagens nas redes sociais – boa parte delas falsa. Algumas das notícias são acompanhadas por fotos e vídeos e outras por textos atribuídos a órgãos do governo e entidades. O G1 e o Extra checaram algumas dessas informações que têm viralizado.

Caminhão foi incendiado por furar bloqueio de caminhoneiros?

Imagem antiga que circula nas redes sociais mostra caminhão incendiado e não tem relação com a greve dos caminhoneiros (Foto: Reprodução)

Circula nas redes sociais e no WhatsApp a imagem de um caminhão em chamas da rede de supermercados Savegnago. No áudio encaminhado junto com a foto há a informação de que o veículo foi incendiado após furar um bloqueio de caminhoneiros, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Uma checagem do Extra mostra que a foto é de 2015 e que ela não tem relação com as manifestações atuais dos caminhoneiros. Na ocasião, o caminhão pegou fogo na Rodovia Antônio Machado Sant’Anna, perto do município de Luís Antônio (SP), devido a uma pane elétrica.

Em nota, a rede de supermercados afirma que há 14 caminhões parados nas rodovias, mas nenhum deles foi alvo de vandalismo.

Militares foram flagrados empurrando veículo sem gasolina após anúncio de Temer?

Imagem que mostra militares empurrando veículo circula nas redes sociais desde 2016 (Foto: Reprodução/ Facebook)

A imagem circula na internet como se tivesse sido registrada nesta sexta-feira (25) após o presidente Michel Temer anunciar o envio da Força Nacional às ruas para dar fim à greve dos caminhoneiros. É acompanhada de mensagens como “Urgente: Exército chegando”, “Então é assim que o Exército vai desobstruir as rodovias?” e “O Exército vai atuar contra os caminhoneiros, mas tá faltando combustível… Imagem exclusiva do Exército indo atrás dos caminhoneiros”.

Imagem de soldados empurrando veículo circula desde 2016 (Foto: G1)

No entanto, a imagem circula desde 2016 na internet e foi registrada em Cascavel, no Paraná, quando militares participavam de uma ação da Prefeitura local contra o mosquito da dengue.

De acordo com Andréia Sadi, nos bastidores, os militares demonstraram preocupação com o fato de haver combustível suficiente para as ações. Mas o Planalto diz que o temor não tem procedência.

Força Nacional decidiu apoiar os caminhoneiros?
Em um vídeo gravado, homem diz que a Força Nacional está apoiando a greve dos caminhoneiros. Veja o que ele diz:

“Aí gente, a Força Nacional tá aqui apoiando os caminhoneiros no posto aqui ó. Estamos aqui no posto. Força Nacional acaba de chegar no posto aqui onde a gente está apoiando a galera. Estamos aí sem problema nenhum. Graças a Deus estamos aqui sem problema nenhum. Significa que o governo não conseguiu o que queria. A Força Nacional tá aqui e não tá achando ruim com ninguém. Tá aqui a prova ó. Beleza galera? É nós tentando mudar o Brasil. Vamo todo mundo pra cima deles”.

O G1 procurou a assessoria de imprensa da Força Nacional. “As informações do vídeo são totalmente falsas. As imagens mostram uma parada curta de um comboio da Força Nacional de Segurança Pública em viagem do Distrito Federal para Minas Gerais, onde as equipes vão apoiar a PRF.”

Não há nenhum indicativo de apoio – o que o vídeo também não mostra.

Outro boato
Uma mensagem que diz que o governo pretende cortar os sinais de internet no Brasil para que os manifestantes envolvidos na paralisação de caminhoneiros não consigam se comunicar e interrompam a greve também tem bombado na web. Mas ela não é verdadeira. O G1 checou e desmentiu.

“O governo ou a Anatel não têm a capacidade de causar uma queda ou corte no sinal de internet no Brasil. Assim, não há intenção de um corte na internet programado para hoje ou para os próximos dias”, afirma a Agência Nacional de Telecomunicações.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações também nega qualquer possibilidade. “É um absurdo, um boato. Não procede a informação.” Procurada, a SindiTelebrasil, que reúne as operadoras de telefonia móvel do país, nega que haja essa intenção de bloqueio. “As prestadoras não receberam nenhuma solicitação nesse sentido. E, de acordo com a legislação, qualquer interrupção de sinal só pode ser feita mediante ordem judicial.”