Início Camaçari Câmara Municipal de Camaçari emite nota sobre denúncia do MP

Câmara Municipal de Camaçari emite nota sobre denúncia do MP

Nesta quarta-feira (07), dezessete vereadores de Camaçari foram denunciados pelo Ministério Público estadual por associação criminosa e peculato (apropriação de recursos públicos). A denúncia foi oferecida pelo promotor de Justiça Everardo Yunes, que também ajuizou ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra os vereadores e 18 servidores comissionados do Poder Legislativo Municipal, acusados de desvio de verbas públicas, e pediu a decretação da prisão preventiva de Oziel Araújo dos Santos, presidente da Câmara de Vereadores, para garantia da ordem pública e conveniência da instrução criminal.

Em nota, a Câmara Municipal afirma que os acusados ainda não foram ouvidos pelo MP, nem intimados pelo Poder Judiciário. Ainda segundo a nota, os acessores jurídicos dos vereadores estão buscando conhecer todo o processo para poder adotar as providências necessárias. O presidente da Casa, Oziel Araújo afirma que “os vereadores de Camaçari são pessoas de bem e estão comprometidos com o trabalho pela cidade”, diz a nota.

Confira o comunicado da Câmara na íntegra:

O presidente da Câmara Municipal de Camaçari, vereador Oziel (PSDB), juntamente com os 16 vereadores citados na denúncia feita pelo Ministério Público (MP-BA), ainda não foram ouvidos pelo órgão, muito menos intimados pelo Poder Judiciário para tomar conhecimento dos fatos.

Os assessores jurídicos dos edis estão buscando tomar ciência de todo o processo para que possa haver um posicionamento público, além da adoção de todas as providências necessárias, a fim de que a verdade seja restabelecida.

“Acreditamos e confiamos nas instituições. Ao ser constatado que nada do que foi colocado ocorreu, a justiça será feita. Temos plena consciência de que os vereadores de Camaçari são pessoas de bem e estão comprometidos com o trabalho pela cidade”, pontuou o presidente da Casa, vereador Oziel.