Início Camaçari Camaçari é a nona cidade mais violenta do Brasil, segundo o Ipea

Camaçari é a nona cidade mais violenta do Brasil, segundo o Ipea

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE
Por: Divulgação/ José Carlos Almeida

O município de Feira de Santana, Portal do Sertão, aparece em quinto em um ranking organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que lista os 120 municípios mais violentos do Brasil.

A relação considera a média anual de homicídios dolosos e a taxa dessa média por 100 mil habitantes no período entre 2018 e 2020. O Ipea considerou os dados do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp) para elaborar o levantamento.

De acordo com o estudo divulgado na última quarta-feira (23), Feira só fica atrás de Rio Branco, capital do Acre; Caucaia (CE); Maracanaú (CE); e Cabo de Santo Agostinho (PE).

Entre os 15 municípios com notas gerais mais altas, apenas cinco estão localizados fora da região Nordeste. A Bahia é o segundo estado com mais cidades incluídas neste parâmetro.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Nesse contexto, as cidades de Camaçari e Simões Filho são, respectivamente, o 9º e 13º colocados do ranking. O Ceará lidera com quatro cidades. Uma das classificações dos municípios atribui uma nota geral às cidades abordadas no estudo.

Com isso, Feira de Santana, soma 377 homicídios dolosos no período e taxa de 60,9, ficando com nota geral de 9,2. Já Camaçari, totaliza 192 homicídios dolosos, com 63,2 de taxa e 8,7 de nota geral.

Por fim, Simões Filho, registrou, nos anos analisados, 98 homicídios dolosos com taxa e nota geral de, respectivamente, 71,9 e 8,1.

Também segundo o mesmo estudo, baseada apenas na taxa média de homicídios dolosos, Dias d’Ávila aparece entre os dez primeiros lugares, com taxa de variação de 19% de homicídios dolosos entre 2019 e 2020 e taxa média de 74,8.

O trabalho do Ipea ajudará o Ministério da Justiça e da Segurança Pública a organizar a ordem de entrada de novos territórios no Programa Nacional de Enfrentamento de Homicídios e Roubos, que a pasta pretende lançar.

A iniciativa pretende articular iniciativas de prevenção e repressão à criminalidade, promovidas pelos diferentes níveis de governo, em favor da redução da criminalidade violenta nos territórios que concentram as maiores taxas de homicídios do Brasil.

Fonte: Bnews