Início Brasil Brasil vai testar mais uma vacina contra a Covid-19; protótipo não utiliza...

Brasil vai testar mais uma vacina contra a Covid-19; protótipo não utiliza o vírus na composição

Mais uma vacina contra a Covid-19 deverá começar a ser testada no Brasil até o início de 2021. Trata-se de um agente imunizante que não usa o vírus em sua formulação, desenvolvida pela Covaxx, subsidiária americana da biofarmacêutica United Biomedical. O anúncio foi feito na quarta-feira (9/9) pela Dasa, uma das patrocinadoras da empreitada.

Os testes clínicos de fase 2 e 3 serão feitos no país com pelo menos 3.000 participantes, mas os estados que serão incluídos na testagem ainda serão definidos por um grupo de especialistas. Segundo a Folha de S. Paulo, a vacina, que ganhou o nome de UB-612, é baseada em peptídeos sintéticos que imitam proteínas do novo coronavírus para induzir resposta imunológica.

Se a UB-612 se mostrar eficaz, a Covaxx afirma que garante a distribuição de 50 milhões de doses para o Sistema Unico de Saúde (SUS) e outras 10 milhões de doses para o mercado privado brasileiro. A previsão é de que 500 milhões de doses da vacina sejam produzidas em 2021.

O estudo clínico de fase 1 ja começou em Taiwan, na China, e a divulgação desses resultados deve ser feita até novembro. A partir daí, os protocolos do estudo clínico no Brasil serão submetidos à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP) e à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e liberados. Todo o estudo deve durar 24 meses, mas o registro da imunização para uso pode ser pedido na metade desse prazo, caso os resultados preliminares se mostrem positivos.

A Covaxx tem apresentado seus resultados em conferências científicas e prepara publicações dos dados em periódicos, segundo Gustavo Campana, diretor médico da Dasa. Junto com a MRV, Localiza e Banco Inter, a empresa doou R$ 30 milhões para a iniciativa.

Atualmente, as vacinas da Sinovac (China), da AstraZeneca (Reino Unido), da BioNTech (Alemanha) em parceria com Wyeth/Pfizer (Estados Unidos) e da Jansen-Cilag, unidade farmacêutica da Johnson & Johnson (Estados Unidos) estão sendo testadas no Brasil.

Com informações do Aratu ON