Início Mundo Bombeiros que atuaram em Brumadinho ajudarão em Moçambique

Bombeiros que atuaram em Brumadinho ajudarão em Moçambique

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, que há dois meses atua no resgate de vítimas do rompimento de uma barragem da Vale, em Brumadinho, auxiliará autoridades de Moçambique, país devastado pelo ciclone Idai há 12 dias. Uma equipe formada por 20 especialistas, além dos equipamentos necessários, inclusive veículos, serão enviados ao país africano. Os profissionais são referência em soterramentos, enchentes e resgates.

O governo brasileiro decidiu, no âmbito do Grupo de Trabalho Interministerial sobre Assistência Humanitária Internacional, coordenado pelo Ministério das Relações Exteriores, enviar dois aviões de transporte Hércules C-130, da Força Aérea Brasileira (FAB), com a ajuda humanitária.

Segundo nota divulgada nesta terça-feira (27/3) pelo Itamaraty, a ação se dá por meio da Agência Brasileira de Cooperação, no contexto da emergência humanitária causada pelo Ciclone Idai, que assolou Moçambique no dia 14 deste mês, com ventos de mais de 170 km/h. O fenômeno provocou grandes inundações e deixou praticamente destruída a cidade portuária de Beira, a segunda maior do país.

A primeira etapa da assistência brasileira reúne equipes de resgate e salvamento da Força Nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública, inclui 20 especialistas em busca e salvamento e dispõe de botes e outros equipamentos adaptados ao tipo de desastre ocorrido em no país.

O Ministério da Saúde doou kits de medicamentos e insumos básicos de saúde capazes de prover assistência emergencial para 9 mil pessoas, por até um mês.

A ajuda inicial será embarcada na sexta-feira (29/3) e destina-se à cidade da Beira, onde deve chegar na tarde de sábado (30/3). Neste município, segundo o governo moçambicano, já se confirmaram mais de 700 mortes.

Com informações do Uol e Agência Brasil