Início Bahia Bebê de mulher morta pela covid-19 em Itapetinga testa positivo para a...

Bebê de mulher morta pela covid-19 em Itapetinga testa positivo para a doença

Bebê de mulher morta pela covid-19 em Itapetinga testa positivo para a doença 1
(Foto: Reprodução/Tiago Bottino/Blog Itapetinga Agora)

O teste da covid-19 deu positivo para a bebê de 14 dias, filha de Rafaela de Jesus Silva, 28 anos, que morreu em Itapetinga, na quarta-feira passada (1º), após ser infectada pela doença. De acordo com informações da Secretaria da Saúde do município, no Sudoeste baiano, o diagnóstico da criança foi confirmado em Porto Seguro, cidade do Extremo Sul do estado onde a família vive e para onde a recém-nascida foi levada dez dias após o seu nascimento.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Seguro afirma que o esposo da mulher informou que cinco dias após o parto ela começou a ter febre e falta de ar e buscou atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itapetinga, morrendo uma dia depois. Após o sepultamento da mulher, o marido e a bebê retornaram para Trancoso, onde a família vive.

Ciente do caso, a Vigilância Epidemiológica de Porto Seguro coletou material de sete pessoas que tiveram contato com a professora, incluindo a recém-nascida, e orientou que todos se mantivessem isolados em casa e usassem máscaras até a liberação do resultado dos exames. O resultado, que ficou pronto na terça-feira (7) apontou que, dos setes testes realizados, só a recém-nascida deu positivo para a covid-19.

Uma semana após ser submetida a uma cesariana e dar à luz no Hospital Cristo Redendor, em Itapetinga, Rafaela deu entrada na UPA com febre baixa e falta de ar. Diante dos sintomas, ela foi submetida ao teste para diagnosticar a covid-19.

Internada em estado grave, ela precisou de ventilação mecânica, mas não resistiu e morreu no dia seguinte, quarta (1º). “Recebemos a confirmação do diagnóstico para coronavírus às 20h30 de ontem (sexta-feira, 3). O Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) nos ligou para informar”, disse o prefeito da cidade, Rodrigo Hagge, ao CORREIO.

Segundo o gestor municipal, por se tratar de um caso fatal, a análise foi priorizada. Já a Secretaria da Saúde da cidade informou que todas as medidas de monitoramento e segurança dos familiares e profissionais que tiveram contato com a vítima foram tomadas pela pasta.

Com informações do Bahia