Início Notícias Bahiatursa inicia demissão de mais de 200 terceirizados

Bahiatursa inicia demissão de mais de 200 terceirizados

A Bahiatursa iniciou a demissão de mais de 200 funcionários terceirizados que prestam serviço ao órgão, como passo final do processo para liquidar a empresa pública, transformada em superintendência da Secretaria Estadual de Turismo. A mudança é parte da reforma administrativa implementada pelo governador Rui Costa (PT) para reduzir gastos, mas que gerou, como efeito colateral, o corte de centenas de postos de trabalhos. Além da Bahiatursa, também caminham para a extinção das empresas baianas de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) e de Alimentos (Ebal), que controla a rede de supermercados Cesta do Povo, e do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba). Agora, com os cancelamentos de contratos de terceirização, a estrutura herdada da antiga Bahiatursa será bem mais enxuta. A Satélite entrou em contato com o superintendente, Diogo Medrado, mas não houve resposta até o fechamento desta edição.

À Catta
Procurador parlamentar da Câmara, o deputado Cláudio Cajado (DEM) começou a preparar a interpelação judicial contra a advogada Beatriz Catta Preta, que acusa a CPI da Petrobras de ameaçá-la a mando do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Embora não tenha enviado oficialmente o pedido para abertura de ação contra Catta Preta, Cunha antecipou ontem que o requerimento será apresentado a Cajado na segunda. “Já pedi aos nossos advogados que preparassem a interpelação em duas frentes judiciais. Uma delas será pela Justiça Federal de Brasília. A outra, em forma de representação à Procuradoria Geral da República”, afirmou.

Trilha  marcada
Ao mesmo tempo, Cláudio Cajado vai tentar ouvi-la por notificação extrajudicial, o que evitaria levar o caso aos tribunais. Cajado justifica a investida jurídica sobre a advogada de delatores da Lava Jato com a mesma premissa usada na polêmica envolvendo o ex-ministro da Educação Cid Gomes em março deste ano. Para relembrar, Gomes declarou, em discurso inflamado no plenário da Câmara, que havia entre os deputados “300 ou 400 achacadores”. “Quando ela (Catta Preta) diz publicamente, de forma genérica, que foi ameaçada por parlamentares da CPI, é preciso esclarecer, para que não pairem dúvidas”, explicou.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

Subida de degrau
Ligada ao deputado Antônio Brito (PTB), a Fundação José Silveira conseguiu um aditivo que prorroga por mais 90 dias o prazo de vigência do contrato com a Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), no valor global de R$ 16,1 milhões. A Fundac é a entidade do governo responsável pelas unidades para infratores com menos de 18 anos. A extensão do contrato ocorre em uma momento de alta de Brito no Palácio de Ondina. Anteontem, ele conseguiu emplacar um indicado na influente Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas), o engenheiro Maurício Mathias Rebelo de Morais.

Alta voltagem
Os parlamentares baianos da base aliada se preparam para uma semana agitada no retorno do recesso parlamentar. Líderes de bancada e de partido avisaram aos seus aliados que se preparassem para dias de movimentos e conflitos, com os sinais de que Eduardo Cunha, com uma forcinha do presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), vai endurecer o jogo para o Palácio do Planalto. Sem contar CPI da Petrobras, dos Fundos de Pensão, do BNDES…

“Eu não sou candidato a prefeito de Salvador. Em hipótese nenhuma vou sair do Ministério da Defesa, não vou deixar o governo

Jaques Wagner (PT), ministro e ex-governador, Em entrevista à imprensa na reunião do diretório estadual do partido em Salvador

Pílula
O governo do estado banca R$ 100 mil de cachê para o show das coleguinhas Simone e Simaria em Lauro de Freitas, mas esquece de colocar policiamento suficiente. Resultado: briga generalizada, tiroteio em praça pública e dois baleados.”