Início Polícia Áudios do WhatsApp inocentaram mulher suspeita de ter matado a própria mãe...

Áudios do WhatsApp inocentaram mulher suspeita de ter matado a própria mãe em Salvador; suspeitos são presos

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

Um homem de 31 anos foi preso, nessa quarta-feira (9/3), pelo latrocínio (roubo seguido de morte) de Joelma Bispo dos Santos, de 41, ocorrido no dia 28 de fevereiro, no bairro da Caixa D Água, em Salvador. Vizinhos desconfiavam da filha da vítima, mas áudios enviados pelo aplicativo WhatsApp comprovaram a inocência dela.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Apesar da suspeita inicial dos vizinhos, a Polícia Civil, por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), apurou o crime, coletou informações com testemunhas e obteve imagens de câmeras de segurança da região, que flagraram dois homens em uma motocicleta carregando uma televisão da vítima.

Conforme apurado pela 3ª Delegacia de Homicídios (DH/BTS), na hora do crime, a filha de Joelma estava no trabalho. A informação foi confirmada pela patroa dela e pela coleta de áudios enviados pela vítima às amigas. A DH identificou que, pelos horários em que Joelma mandou as mensagens via WhatsApp, sua filha estava trabalhando.

As equipes da DH/BTS conseguiram identificar os dois homens que estavam na moto, localizando-os em seguida. Um deles assumiu ter sido o executor do crime. Ele confessou que surpreendeu Joelma quando ela abriu a porta e a vítima entrou em luta corporal com ele – momento em que este a esfaqueou -.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o homem é reincidente na prática de crimes contra o patrimônio. No ano passado, chegou a ser preso em flagrante por policiais da 2ª Delegacia Territorial (DT/Liberdade) por roubo qualificado. O mandado de prisão preventiva foi cumprido na residência do suspeito.

Com informações do Aratu ON