Início E.C. Vitória Após empate com o Vasco, Agenor mostra otimismo: “Vamos atropelar o Palmeiras”

Após empate com o Vasco, Agenor mostra otimismo: “Vamos atropelar o Palmeiras”

Por Galáticos Online

O empate com o Vasco, no Maracanã, não tirou o Vitória da zona de rebaixamento, mas foi o suficiente para encher o presidente em exercício do clube, Agenor Gordilho, de otimismo. Em entrevista ao apresentador José Eduardo, da Equipe dos Galáticos, o dirigente mostrou confiança no triunfo sobre o Palmeiras, na próxima quarta-feira (8), no Barradão.

“Assim como quebramos a invencibilidade do Corinthians lá dentro, vamos pegar esse Palmeiras e acabar com esse jejum no Barradão. Vamos atropelar o Palmeiras no Barradão”, disse.

Sobre o empate com o clube carioca, o mandatário comemorou. “Foi um resultado que deixa a gente satisfeito. Queríamos a vitória, mas esse empate teve um saborzinho de vitória. os jogadores suaram. Temos que comemorar pela entrega dos jogadores. Não estamos vendo corpo mole nesse elenco”.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

Sobre o jejum de triunfos no Barradão, Agenor descartou qualquer possibilidade de mudar de mando de campo. “Nosso objetivo é tirar o time dessa situação que pegamos em julho. Com fé em Deus vamos conseguir. Nossa casa é o Barradão. Quero jogar lá. Os jogadores ficam meio impacientes no Barradão, mas vamos acabar com isso”.

O presidente ainda comentou sobre a situação financeira do Leão e garantiu tranquilidade. “Um clube saudável. Com dificuldade de arrecadação, mas arrumamos a casa. Trouxemos um CEO, recuperamos o dinheiro de Edinho Nazaré, estamos regularizando o IPTU. Fora de campo, pode ter certeza que o Vitória está se organizando. Em dezembro eu saio com minha consciência tranquila. Se tiver que ficar, eu fico. Se tiver que sair, eu saio tranquilo”.

Por fim, sobre o futuro de Ivã de Almeida, o dirigente garantiu não saber se o presidente afastado vai renunciar ou voltar à presidência do clube no fim da temporada. “É um problema pessoal dele. Ele que tome a decisão que achar melhor. Eu estou aqui para cumprir a minha missão”, encerrou.