Início Destaque Após compras, homem fica preso por mais de 3h em supermercado na...

Após compras, homem fica preso por mais de 3h em supermercado na Bonocô: “estou assustado até agora”

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE

O que seria mais uma ida comum ao mercado se tornou um verdadeiro tormento para o garçom Carlos Santana. Ele ficou preso por mais de três horas e meia, na noite desta terça-feira (31), no estacionamento do supermercado Maxxi Atacado, localizado na Avenida Bonocô, em Salvador.

Ele relatou que chegou ao supermercado por volta de 19h20 onde ficou por cerca de duas horas fazendo compras. Carlos conta que pagou suas compras e desceu para o estacionamento. Após passar trinta minutos arrumando as mercadorias dentro do carro, ele se deparou com os portões fechados quando tentou sair do estabelecimento.

“Como era um volume alto de compras, então foi mais demorado. Quando deu 21h foi acionado o aviso informando que o mercado estava fechando. Nesse momento, eu ainda estava no caixa passando as compras. Quando deu 21h33 foi o horário que a nota fiscal foi emitida. Daí eu desci com o carrinho para o estacionamento e comecei a arrumar as coisas dentro do carro. Às 21h50 eu tentei sair e me deparei com o portão fechado”, conta.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Nervoso com a situação, o cliente afirmou que começou a buzinar na esperança de aparecer algum funcionário para abrir o portão, o que acabou não acontecendo. Além disso, ele relatou que chegou dá voltas pelo estacionamento e disparou o alarme do local ao menos cinco vezes para tentar chamar atenção.

“Eu comecei a buzinar e nada de ninguém chegar para abrir o portão. Em seguida, as luzes apagaram e eu pensei que tinha alguém lá. Depois disso, eu comecei a acionar o alarme pra ver se chegava alguém e nada”, relembra.

Sem obter sucesso, o garçom conta que ligou para a Polícia Militar e para um casal de amigos que ficou aguardando a resolução do lado de fora. No entanto, ele só conseguiu sair do supermercado após publicar um vídeo nas redes sociais relatando o ocorrido.

“Eles só chegaram por volta 1h20 depois que eu gravei um vídeo nas redes sociais. Um dos encarregados do supermercado, em São Paulo, viu o vídeo e entrou em contato com a central aqui em Salvador para o encarregado daqui ir abrir o portão. Confesso que ainda não me recuperei. Estou assustado até agora”, afirma Carlos que pretende processar o supermercado.

A reportagem procurou o Maxxi Atacado para esclarecer o caso. Em nota, a empresa “lamentou a situação e afirma que o fato não corresponde aos seus procedimentos internos”. A rede de supermercados disse ainda que vai reforçar seu sistema e o efetivo de segurança da unidade Bonocô.

Com informações do BNews