Início Mundo Após anos em sigilo, governo dos Estados Unidos divulga vídeos oficiais de...

Após anos em sigilo, governo dos Estados Unidos divulga vídeos oficiais de OVNIs

Após anos em sigilo, governo dos Estados Unidos divulga vídeos oficiais de OVNIs 1

Três vídeos oficiais de Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) foram divulgados pelo governo dos Estados Unidos após anos em sigilo, causando enlouquecimento nos internautas que sempre especularam a existência de outros seres ainda desconhecidos pela grande maioria das pessoas.

Nas filmagens, que foram gravadas com câmeras de infravermelho, pilotos da Marinha dos Estados Unidos perseguem o objeto que não tinha asas, motores ou sinais de propulsão. Em um dos vídeos, os oficiais que observam o fenômeno parecem assustados com a rapidez do OVNI que estava a milhares de pés acima da Terra

Segundo o Pentágono, duas das filmagens são de janeiro de 2015, e a outra de novembro de 2004. As três já haviam sido vazadas na internet, uma delas em 2007, e as outras duas em 2017. Em setembro do ano passado, o Departamento de Defesa confirmou o ocorrido.

O porta-voz do vice-chefe de operações navais da Marinha, Joseph Gradisher, havia dito no ano passado que não havia qualquer edição nas gravações e que os objetos do vídeo ainda não haviam sido identificados como algum tipo de espaçonave. Ainda de acordo com ele, as imagens jamais deveriam ter chegado a conhecimento público e que a divulgação foi feita por um ex-funcionário do Pentágono, que havia pedido permissão para compartilhar as filmagens entre agências do governo.

Apesar de não se poder afirmar que se trata de “alienígenas”, o The New York Times afirmou que os objetos estavam a 80.000 pés e depois foram “arremessados em direção ao mar, estacionando a 20.000 pés e pairando”.

Segundo o Departamento de Defesa, a divulgação oficial do vídeo objetivou, após tantas especulações, “esclarecer quaisquer equívocos do público sobre a autenticidade das imagens, e se há ou não mais vídeos”.

De acordo com a CNN, Luis Elizondo, o ex-diretor de um programa secreto, hoje já encerrado, que avaliava as imagens dos objetos não identificados, afirmou, em 2017, que “há evidências muito convincentes que podemos não estar sozinhos”.

Ele ainda admitiu ter pedido demissão do Departamento de Defesa em 2017 por discordar do sigilo envolvendo o programa e a oposição interna ao financiamento desses estudos.

No Twitter, o ex-senador de Nevada, Harry Reid, responsável por ordenar que as pesquisas no programa secreto fossem feitas, declarou que estava feliz por as imagens finalmente terem sido divulgadas.

“Fico feliz que o Pentágono esteja finalmente divulgando essas imagens (…) Os EUA precisam dar uma olhada científica e séria sobre isso e quaisquer possíveis implicações de segurança nacional. O povo americano merece ser informado”, afirmou.

Com informações do Varela notícias