Início Brasil Aluno entra armado em escola e posta foto apontando pistola para professor

Aluno entra armado em escola e posta foto apontando pistola para professor

Por G1

Aluno ainda publicou foto em rede social ao apontar arma para professor durante aula (Foto: Reprodução)

Um aluno de uma escola estadual localizada no Centro de Manaus foi suspenso após publicar uma foto, em uma rede social, em que aparece apontando uma arma de fogo para um professor, dentro da sala de aula. A Polícia Civil investiga o caso, que foi confirmado pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc) nesta quinta-feira (22).

A situação ocorreu na Escola Estadual Professor Francisco das Chagas de Souza Albuquerque, situada na Avenida Joaquim Nabuco. O jovem foi suspenso das atividades escolares até o encerramento dos procedimentos administrativos feitos pela Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc).

Um Boletim de Ocorr√™ncia foi registrado no 24¬ļ Distrito Integrado de Pol√≠cia (DIP) na tarde de quarta-feira (21), por volta de 16h30. Na ocasi√£o, um representante da escola informou que o aluno era do Ensino M√©dio e estava em posse de uma pistola do tipo PT 40, que √© de uso restrito da pol√≠cia.

De acordo com a den√ļncia registrada na delegacia, o professor dava aula de Sociologia, quando a foto foi tirada e publicada no Facebook.

Postagens

A foto foi publicada no perfil pessoal do jovem na tarde de quarta-feira (21). Após a publicação ganhar repercussão, o estudante bloqueou a conta.

Em uma postagem feita na manh√£ desta quinta-feira, ele escreveu: “Deu foi merdaaaa (sic)”. Em um dos coment√°rios da postagem, ele completou: “Agora que n√£o vou sair mesmo de casa”, disse.

Aluno publicou após repercussão de foto em rede social (Foto: Reprodução)

Em outra publicação, o aluno foi questionado se a arma que aparece na foto era de verdade. Na resposta, ele confirma.

Aluno que postou foto armado em sala de aula diz que arma era de verdade (Foto: Reprodução)

A Seduc informou, por meio de nota, que convocou os respons√°veis do aluno para conversar e que j√° adotou as medidas disciplinares para o caso.

A identificação, idade e série em que o aluno estuda não foram informados pela Secretaria de Educação.

O caso vai ser investigado ainda pela Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai). Os gestores da escola, o adolescente e os responsáveis por ele devem ser chamados para prestar esclarecimentos na especializada.