Início E.C. Vitória Alto salário de Lisca dificulta negociação com o Vitória e dois nomes...

Alto salário de Lisca dificulta negociação com o Vitória e dois nomes ganham força nos bastidores

A diretoria do Vitória confirmou na noite deste domingo (19) que Cláudio Tencati não é mais o técnico do Vitória. O treinador não resistiu a derrota contra o São Bento, no último sábado, no Barradão, e foi desligado do cargo com um aproveitamento de apenas 23,8%. Após o desligamento de Tencati, a cúpula rubro-negra corre contra o tempo para fechar com um novo comandante.

A primeira investida do Leão foi em Lisca, que defendeu as cores do Ceará na última temporada e no primeiro semestre desse ano. No entanto, segundo informações do apresentador José Eduardo, o técnico não aceitou a proposta do Leão e segue com situação indefinida.

Com isso, dois nomes ganharam força nos bastidores do clube, sendo que um deles é um velho conhecido da torcida. Trata-se de Carlos Amadeu, que foi desligado do cargo de treinador da Seleção Brasileira Sub-20 após o péssimo rendimento da equipe no Sul-Americano disputado o Chile e retornou para o Esporte Clube Vitória. Outro nome ventilado é o de Osmar Loss, que foi demitido do Guarani em março após a derrota para Ponte Preta. A imprensa de Campinas, inclusive, divulgou nesta segunda que o treinador poderá assumir o Vitória nas próximas horas.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

Amadeu acertou com a CBF em 2015 e foi cedido pela diretoria do Leão para a entidade máxima do futebol nacional. Com isso, ele tirou licença não remunerada e teve seu contrato suspenso temporariamente. O salário e todo o encargo tributário foram de responsabilidade da CBF.

Amadeu ficou quatro anos na CBF. Antes da Sub-20, ele treinou a Seleção Sub-17 e conseguiu melhores resultados. O comandante conquistou o Sul-Americano da categoria e terminou o Mundial na terceira colocação.

Com passagens pelas bases do Internacional, Juventude, Fluminense e Corinthians, Loss ganhou a chance de comandar uma equipe profissional em 2018. À frente do Corinthians, o treinador não teve um bom retrospecto e quatro meses depois voltou a ser auxiliar técnico. Essa temporada assumiu o Guarani e encerrou seu trabalho com apenas 12 jogos no comando da equipe. Foram quatro vitórias, com destaque para os resultados sobre Corinthians e São Paulo, dois empates e seis derrotas, incluindo o dérbi e a eliminação para o Avenida na Copa do Brasil. (Por Galáticos Online)