Início Salvador Advogado desiste de representar empresária suspeita de manter empregada em cárcere privado

Advogado desiste de representar empresária suspeita de manter empregada em cárcere privado

Grupo no telegram: t.me/seligacamacari | Site de vagas em Camaçari: ACESSE
Foto: Reprodução/TV Bahia

O advogado da empresária Melina Esteves França, suspeita de agredir e manter em cárcere privado a babá Raiane Ribeiro, anunciou nesta quarta-feira (1º) que se retirou do caso. Ao Metro1, o advogado Gabriel Sodré disse que não pode informar qual foi a motivação. “Só desisti mesmo”, afirma.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não conheça. Nosso site não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

O caso, que veio à tona na última quarta-feira (25), com a denúncia de Raiane, está cada vez maior. Além de Raiane, que diz que precisou pular do terceiro andar do prédio para se defender da patroa, outras 11 ex-funcionárias relataram ter sofrido alguma violência por parte da mulher.

Em entrevista ao jornal Correio, Raiane disse que o acordo, feito pela internet, previa o trabalho integral e folgas a cada 15 dias. Contudo, ao conseguir uma outra oportunidade de trabalho e, ao comunicar a patroa, a mulher disse que Raiane não ia sair.

Ao receber uma visita a pedido da tia, Raiane foi impedida de receber a pessoa e trancada no banheiro. A saída encontrada foi sair por uma janela do apartamento no terceiro andar, quando caiu. Após queda, a jovem foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o HGE.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu inquérito no dia 26 de agosto e está acompanhando os depoimentos à polícia.

Com informações do Metro 1