Início Polícia Acusado de assalto a coletivo em Dias d’Ávila é morto em confronto...

Acusado de assalto a coletivo em Dias d’Ávila é morto em confronto com a PM

Material apreendido após o confronto com a polícia Militar (Foto: Divulgação/PM)

Um homem acusado de praticar diversos assaltos a transportes coletivos em Dias d’Ávila foi morto após trocar tiros com a polícia Militar em Salvador. A operação comandada por policiais militares da 36ª CIPM de Dias d’Ávila aconteceu na tarde desta terça-feira (18), por volta das 16h, na localidade conhecida como Inferninho de Marechal Rondon.

Conforme informações da PM, José Antônio Conceição de Souza, conhecido como Toinho Banguela, encontrado após uma investigação, teria efetuado vários disparos contra a guarnição da polícia.

José Antônio Conceição de Souza, conhecido como Toinho – Foto: Divulgação/PM

Toinho foi atingido durante o confronto e socorrido para o Hospital do Subúrbio, onde não resistiu aos ferimentos. Segundo informações da PM, com o acusado foi apreendido um revólver calibre 38, uma pistola simulacro, 12 pedras de crack e 22 buchas de maconha.

Siga nosso Instagram: @seligacamacari | Confira as vagas de emprego: VagasEmCamaçari | VagasBahia

De acordo com a PM, Toinho também é acusado de tráfico de drogas em Dias d’Ávila e região.

Assalto a ônibus – No dia 02 de agosto deste ano, um ônibus da empresa viação Cidade Sol, linha Salvador / Aramari, com pelo menos 70 passageiros foi sequestrado e roubado na BA-093, em Dias d’Ávila por três homens armados. Entre os criminosos estava José Antônio Conceição de Souza, além de Alexandro Barbosa dos Santos e Valdo de Assis Santos.

José Antônio Conceição de Souza, Alexandro Barbosa dos Santos e Valdo de Assis Santos

O trio anunciou o assalto próximo ao Entroncamento de Dias d’Ávila. O veículo foi levado para uma estrada vicinal, localizada a poucos metros da divisa com Mata de São João.

No local, que fica próximo a uma Cerâmica, os assaltantes saquearam todos os passageiros. Dinheiro, Relógios, celulares, bolsas, mochilas entre outros pertences foram levados. Após a ação, os criminosos fugiram a pé por uma estrada que dá acesso ao bairro da Varginha.

Após a ação criminosa, ninguém foi preso, mas foram reconhecidos na época pelas vítimas, pois os criminosos tinham deixado a carceragem da delegacia dias antes do crime. Com informações do Mais Região