Início Cidades Camaçari Presos que forçaram colegas de cela a fazer sexo são autuados por...

Presos que forçaram colegas de cela a fazer sexo são autuados por estupro

COMPARTILHAR
Daniel, Carlos Alberto e o adolescente capturados. (Foto: SSP/Divulgação)

Quatro presos envolvidos na gravação de um vídeo que mostra Daniel Neves Santos Filho, 29 anos, e Carlos Alberto Neres Júnior, idade não divulgada, fazendo sexo de forma forçada, foram identificados e autuados em flagrante pelo delegado Leandro Acácio, titular em exercício da 18ª Delegacia (Camaçari), na tarde de sexta-feira (12).

Os quatro vão responder pelo crime de estupro e devem ser transferidos para o sistema prisional nos próximos dias. O delegado também já instaurou inquérito para apurar as circunstâncias em que o telefone chegou à carceragem da unidade policial e identificar os responsáveis.

Dupla que sofreu agressões foi presa por estupro e morte em Camaçari

Crime
Daniel e Carlos Alberto foram preos pela polícia no dia 9. Eles invadiram a casa do casal, no bairro Santo Antônio, em Camaçari, na última sexta-feira (5), e queriam saber a localização de uma quantia de R$ 70 mil, recebida por uma das vítimas. Os corpos foram descobertos também na tarde de terça (9).

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Maria Tereza Santos, titular da 4ª Delegacia de Homicídios (DH/Camaçari), o grupo teria planejado o crime para roubar a quantia, que tudo indica ser fruto de uma indenização.

Após manter o casal em cárcere privado, os cinco envolvidos estupraram a mulher e, na sequência, torturaram os dois com golpes de faca. “Eles queriam saber onde o dinheiro estava”, explicou a delegada. Ainda segundo ela, no sábado (6), Carlos enforcou as vítimas. Já na madrugada de domingo (7), o grupo enterrou o corpo do casal no fundo da residência.